ESQUADRÃO DIMENSIONAL FORCE FIVE - EP 21


Nos últimos episódios de Esquadrão Dimensional Force Five, nossos heróis conseguiram destruir finalmente Zandor e sua trupe da Tríade Dimensional, porém, algumas marcas ficaram dessa batalha. O pai de Saori, doutor Kitagawa se revela para ela e em seguida para os Force Five mostrando ser o homem misterioso que os ajudou a encontrar o King Force. Ryu Ogawa o Red Force e Saori Kitagawa, filha de Kitagawa, ficam presos e precisam sobreviver dentro da Dimensão das Trevas, e como se isso ja não bastasse, ainda precisam escapar da perseguição doentia de Metarabolt. Morgana, a feiticeira dimensional, interrompe a luta entre eles e faz Sparks transformar em gigante um monstro que ele manda para a terra através de um portal. Ryu e Saori aproveitam a chance e agarrados ao monstro escapam da dimensão das trevas. Uma rivalidade entre Metarabolt e Morgana se mostra. Na terra os Force Five com a ajuda de King Force derrotam o monstro, porém, Metarabolt surge de surpresa e acaba tirando a vida de Kitagawa, mostrando mais uma vez seu poder aos Force Five que nada puderam fazer.
 
Fique agora com mais um episódio de ESQUADRÃO DIMENSIONAL FORCE FIVE.



CENTRAL BASE - ABAIXO DO PRÉDIO SEDE DAS INDÚSTRIAS MITSUBASA

Desde o enterro simbólico de Kitagawa, pai de Saori, havia se passado dois dias. Saori não havia ido trabalhar nesses dias, e também não voltará para casa. Tinha acabado ficando na Central Base próxima a Ryu que tentava lhe dar força nesse momento difícil e sobre a proteção de Tatsumi Mitsubasa.

Em um dos vários quartos espalhados pelos corredores da central Base, estava ela e Ryu que discutiam sobre suas próximas decisões, a discussão estava num tom tão acelerado que era possível ouvir da sala central onde Maique, Reiko, Hikari e Kumiko estavam, sentados à mesa no centro da sala. No quarto a discussão prosseguia...

Ryu: Não, nem pense nisso!!

Saori: Você não pode me dizer o que fazer.

Ryu se aproxima de Saori, coloca a mão sobre os seus ombros respirando fundo, e levemente a faz se sentar na beira da cama enquanto se senta também, e assim prossegue com seu ponto de vista.

Ryu: Seu pai morreu tentando proteger você. Se você levar essa ideia de vingança adiante e se machucar ou pior, acha que seu pai ficaria contente com isso?

Saori com os olhos lacrimejando: Mas eu...eu não posso, eu não quero ficar sentada esperando que vocês consigam vencer aquele monstro. Ele matou meu pai na minha frente. Eu quero fazer alguma coisa.

Ryu: Você fará muito se prometer pra mim que não vai fazer nenhuma besteira. Me prometa que deixará isso por conta dos Force Five. Nós também estávamos lá e nós também vimos o que Metarabolt fez. Nós não vamos deixar ele se safar dessa. Eu te prometo.

Ela abaixa a cabeça, frustrada por não conseguir o apoio que esperava de Ryu, e então responde o que o guardião vermelho esperava ouvir.

Saori: Sim, eu...eu prometo.

Do outro lado do corredor, na sala central onde os outros haviam ouvido toda a discussão, entra Tatsumi Mitsubasa que já vai direto a mesa no centro da sala onde todos estavam sentados. Maique tomava uma xícara de café e Kumiko tinha algumas cartas de baralho nas mãos que ela embaralhava constantemente como se fosse um processo de relaxamento. Reiko apenas estava sentada e Hikari tinha um notebook a sua frente onde ele adicionava alguns novos dados a rede digital da Central Base.

Tatsumi: Estão discutindo novamente?

Kumiko: Já é a terceira vez nesses dois dias.

Maique: Eu entendo a posição dela. Afinal ela perdeu o pai logo após ter se encontrado com ele. E nós nem conseguimos impedir que Metarabolt o matasse.

Reiko: Mas o Ryu tem razão. Deixar que ela tenha ideias sobre poder se vingar do Metarabolt...O cara é um monstro, e nem a gente conseguiu dar conta dele esse tempo todo.

Tatsumi: Entendendo ou não os sentimentos dela, só podemos esperar que essa raiva dela passe, afinal, se ela fizer qualquer coisa nesse sentido, só estará se colocando em risco. Não podemos deixar que isso aconteça.

Nesse momento a porta da sala central se abre mais uma vez, e Hioity passa por ela. Ele trajava um nova blusa preta de moletom, calça Jeans e uma camiseta preta. Exalava um leve perfume e trazia uma pequena caixa embrulhada em papel de presente. Todos olham para ele e ficam em silêncio. Quando ele percebe que está sendo alvejado pelos olhares dos amigos, quebra o silêncio.

Hioity: O que foi? Alguma coisa errada comigo?

Em questão de segundos, Maique já estava segurando o antebraço de Hioity puxando sua mão para mais perto de seus olhos para que pudesse ver  a caixa de presente com mais detalhes.

Maique: Hum, isso é um presente?

Hioity se afasta do guardião azul puxando seu braço de volta.

Hioity: Ei Maique, para com isso!

E nesse momento percebe que Reiko estava em seu cangote cheirando o perfume que ele usava.

Reiko: E esse perfume? Nunca vi você usar um perfume tão chamativo assim!

Hioity se afastando mais uma vez: Ei, vocês podem parar com isso por favor? Eu só...só resolvi me arrumar um pouco.

Kumiko sentada e embaralhando as cartas: Se arrumar um pouco? Essa blusa aí não é nova?

Nesse momento Ryu adentra a sala central junto com Saori e ao entrar, já joga seus olhos para cima de Hioity.

Ryu: Cara, você tem um encontro?

Hioity: Sério, vocês realmente são um pé no saco. Eu vou sair um pouco, só passei pra avisar. Qualquer coisa estou no comunicador. Até mais.

Meio sem jeito e desconfortável com a situação, ele arruma a blusa que ficou meio bagunçada por causa das investidas de Maique e Reiki, se vira e sai da sala.

Maique: Cara, eu daria meu dedo mindinho pra saber o que nosso responsável parceiro anda aprontando.

Kumiko se levanta e bate com o baralho no peito de Maique indicando que ele o segure.

Kumiko: Se lembra da assistente do Makoto Akio, Helena Akiko?

Maique: A que salvamos no evento do monstro do Gás!?

Kumiko: Essa mesma! Você é muito desligado Maique.

Ela se vira sorrindo como quem vai debochar do amigo e começa a caminhar pra fora da sala completando.

Kumiko: E só pra constar, me deve seu dedo mindinho, então, não dorme se não eu arranco ele.

Maique indo atrás de Kumiko: Ei espera aí, eu não tava falando sério, eu gosto do meu dedo.

Reiko: É, acho que todo mundo tem  coisa pra fazer, então, deixa a ronda dessa vez pra mim. Ryu, você me acompanha?

Ryu: Claro. Saori, você vai ficar bem?

Saori: Err….claro, vou sim, pode ir. Eu acho que vou tentar dormir um pouco. Não faço isso a uns dois dias.

Ryu e Reiko saem da sala deixando ali Tatsumi, Hikari e Saori.

Tatsumi: Preciso voltar pra empresa. Tenho algumas coisas pra fazer.

Tatsumi também sai da sala deixando ali apenas Hikari que estava concentrada em seu Notebook e Saori. Quando a porta da sala central se fecha, Saori avança para a mesa central e fecha o notebook quase prensando os dedos de Hikari que no susto dá um pequeno pulo para trás na cadeira.

Hikari: Saori!?

Saori: Eu preciso que me ajude.

Hikari: Como é?

Saori: Essa coisa que você deu pro Ryu e pros outros se transformarem em Force Five, preciso que de uma dessas pra mim.

Hikari: Está dizendo...os braceletes?

Saori: Isso mesmo.

Hikari lentamente se levanta e se afasta da mesa dando as costas para Saori. Ela vai até os computadores na outra extremidade da sala e começa a digitar alguns códigos, tentando não dar atenção ao que acabou de ouvir da garota. Saori então se aproxima de Hikrai enquanto esta se mantém de costas para ela.

Saori: E então, pode me ajudar?

Hikari: Eu não vou fazer isso. Se acontecer alguma coisa com você, Tatsumi ficaria uma fera comigo e o Ryu não me perdoaria.

Saori: Eu não to nem ai pro que o Ryu e o Tatsumi pensam. Eu só preciso de uma dessas roupas coladas que dão poderes.

Hikari então se vira para a garota com um olhar repreensivo: Essas roupas coladas são as Force Swits, e como eu disse não posso dar uma dessas pra você, não temos outro bracelete.

Saori: Você deu um bracelete novo pro Ryu quando ele perdeu o dele. E eu sei que você deve ter mais destes dispositivos reservas pro caso de um deles perderem os seus.

Hikari: Primeiro, eu concertei o bracelete destruído dele, e segundo, tenho outros reservas mas mesmo assim, não. Se o Tatsumi descobrir que te ajudei ele….

Saori se impondo a Hikari: Você sabe o que é viver achando que você não tem ninguém, e de repente depois de anos o seu pai bate à sua porta? Você sabe o que é saber que você perdeu tempo sentindo raiva e ódio e que quando você decidiu deixar esses sentimentos de lado pra poder abraçar o seu pai que você achava que estava morto, alguém vem e tira isso de você? Você sabe o que é ter seu pai nos braços e ver a vida dele se esvaindo literalmente do corpo e em seguida vê-lo desaparecer pela segunda vez da sua vida, só que dessa vez pra sempre? Não! você não sabe? Só consegue se preocupar com o que o Tatsumi vai fazer ou pensar. Você vive pra esse cara apesar dele ser um câncer que destrói a vida de todos que toca.

Hikari: Você...não sabe nada sobre ele.

Saori: Sei o suficiente. Passei dois dias aqui e conversei muito com o Ryu. Eu aprendi muito sobre o Tatsumi. O suficiente pra saber que você deve ser só mais uma peça no jogo dele, apesar de sempre se preocupar com o que ele vai pensar.

Hikari altera o tom: Não! É bem verdade que no começo de tudo, Tatsumi não se importava em salvar a terra, ele realmente era assim como você descreve, e ele realmente tinha outros planos mas as coisas mudaram, ele mudou, todos nós mudamos. Então não venha julgar o Tatsumi pra mim só por que você quer uma vingança que ninguém aprova.

Vendo que não conseguiria o que queria, Saori então se afasta e começa a se dirigir para saída

Saori: Você não sabe como eu me sinto. Nem um pai você deve ter já que passa a vida servindo o Tatsumi. Como poderia saber?

Ela então sai da sala deixando Hikari com os olhos arregalados e marejados. As últimas palavras de Saori a atingiram como se fossem lâminas arremessadas em seu coração, e agora, um turbilhão de sentimentos invadiram aquela que era o braço direito de Tatsumi. Ela então se abaixa até se sentar no chão e deixa as lágrimas caírem.




PRÉDIO SEDE DAS INDÚSTRIAS MITSUBASA -  ÚLTIMO ANDAR.

A sala da presidência se mantinha no último andar do prédio sede das Indústrias Mitsubasa. Do lado de fora da sala da presidência havia uma sala de espera com um balcão onde outra secretária do senhor Mitsubasa atendia telefones e fazia a triagem das visitas que o empresário recebia, servia café e acompanhava as visitas até a porta da sala. Neste dia, naquele momento o ambiente estava calmo e a senhora no balcão à frente da sala trabalhava normalmente até que o elevador do andar se abre. Do elevador desce Helena Akiko, secretária de Makoto Akio que fora contratada por ele a algumas semanas atrás. Ela trazia consigo uma pasta com alguns documentos destinados a Tatsumi Mitsubasa. Ela então se dirige até a secretária para que a mesma pudesse anunciar sua presença ali ao senhor Mitsubasa.

Helena sorrindo: Olá senhora Setsuko, tudo bem?

Setsuko: Helena minha querida, é sempre um prazer recebê-la aqui. Como tem sido seus dias aqui na empresa? Fiquei sabendo que esteve ausente por conta de problemas de saúde.

Helena: Eu estou bem, e meus dias tem sido bem produtivos sim. Eu estive no hospital sim mas não era nada demais. Err….Eu gostaria de entregar essa pasta de documentos ao senhor Tatsumi Mitsubasa. Ordens do senhor Akio!

Setsuko se levanta, mantendo-se do outro lado do balcão e pega a pasta das mãos de Helena.

Setsuko: Infelizmente o senhor Tatsumi não está na sala dele mas eu vou entregar pra ele assim que ele chegar.

Helena:Muito obrigada. Esses documentos devidamente assinados por ele e pelo senhor Akio põe fim ao debate sobre a vice presidência da empresa.

Setsuko: Ha...como está o senhor Akio com tudo isso? Não dá pra negar que ele não tivesse sua parcela de razão não é verdade? Cá entre nós, o senhor Mitsubasa realmente tem deixado a empresa caminhar a própria sorte. Ele mal tem aparecido por aqui.

Helena sorrindo, percebe que a secretária estava a fim de começar uma boa fofoca então desvia do assunto.

Helena: Bom, eles são peixes grandes não é? Eles que se entendam. Eu tenho que ir agora.

Setsuko: Senhorita Helena, espere um pouco. Não poderia ficar aqui um instante enquanto eu vou ao banheiro?

Helena: Haaa me desculpe, é que eu estou atrasada e….

A senhora Setsuko já vai saindo de trás do balcão indo em direção ao banheiro sem dar ouvidos as desculpas que Helena começava a dar.

Setsuko: Não se preocupe, não vai demorar, eu já volto.

A senhora então se retira deixando Helena ali em seu lugar. Um silêncio toma conta da sala até que o rosto de Helena  se vira em direção a porta da sala da presidência da empresa. Naquele momento algo acontece. Os olhos de Helena mudam de cor, ficando escuros como se do nada, ela tivesse ficado hipnotizada, como se não fosse mais dona de suas vontades ela se vira e caminha em direção a porta da sala. A porta estava trancada, ela segura a maçaneta da sala e gira de forma que a mesma se despedaça liberando a entrada para o interior da sala da presidência das empresas Mitsuabasa. Ao adentrar a sala, na mesa na outra extremidade dela, havia um notebook. O computador pessoal de Tatsumi. Ela então caminha dando a volta na mesa e sentando-se na cadeira de Mitsubasa, abre o Notebook e começa a digitar alguns códigos quebrando assim a segurança criptografada que protegia as informações ali presentes. Os olhos dela começam a refletir os arquivos rodando na tela como se estivessem transmitindo informações para algum lugar.




DIMENSÃO DAS TREVAS - FORTALEZA NEGRA.

Em algum lugar  no subterrâneo da fortaleza, Morgana estava recostada em uma parede, em meio a escuridão e silêncio do local, olhando para sua bola de cristal que mostrava a imagem de Helena, dentro da sala de Tatsumi Mitsubasa. Os olhos da feiticeira Dimensional também refletiam os arquivos em movimento, que estavam dentro do computador de Tatsumi lá na dimensão da terra. Também, como se estivesse recebendo todas as informações que Helena acessava pelo computador particular de Tatsumi.

Morgana: Ora, ora, ora!! Todas essas informações deixadas pra mim. Tatsumi é muito esperto, sem nenhuma conexão com a rede mundial de computadores e criando uma rede própria que não pode ser acessada, ele escondi todas as informações sobre os Force Five, mas quem diria que eu teria chance de acessar seu computador pessoal e encontrar arquivos tão ricos com um plano tão pobre de infiltração hahahahahahaaa!! Com essas informações em mãos vou poder finalmente colocar minha estratégia em prática e me livrar do Red Force e do Metarabolt de uma vez por todas.


DIMENSÃO DA TERRA - PRÉDIO SEDE DAS INDÚSTRIAS MITSUBASA -  SALA DA PRESIDÊNCIA.

Ao terminar de transmitir as informações para Morgana na dimensão das Trevas, os olhos de Helena param de refletir os arquivos do  computador pessoal de Tatsumi. Ela então leva a mão a cabeça como se estivesse despertando de algum transe, olha em volta e percebe que estava na sala da presidência, sentada na cadeira do grande empresário de Net city, e não tinha  a menor ideia de como havia chegado ali. Ela então, meio desnorteada se levanta, abaixa a tela do notebook de Tatsumi e vai saindo da sala, passa pela porta, porem quando vai fechá-la, percebe a maçaneta despedaçada. Nesse momento a senhora Setsuko reaparece, já indo em direção a ela.

Setsuko: Senhorita Helena, a senhora está bem? Parece meio pálida.

Helena: Não, eu estou bem. Não se preocupe, eu só preciso de ar.

Helena abandona Setsuko ali no andar da sala da presidência e sai direcionando-se para o elevador. A secretária então resolve fechar a porta e percebe a maçaneta destruida.

Setsuko: Mas meu Deus, o que aconteceu aqui? Esse pessoal da manutenção tem feito trabalhos cada vez mais ruins. Vou ter que abrir uma ordem pra arrumar isso aqui.

Ela então encosta a porta e retorna para seus afazeres.


CENTRAL BASE - ABAIXO DO PRÉDIO SEDE DAS INDÚSTRIAS MITSUBASA

Saori estava sentada no chão do corredor, tinha as mãos na cabeça e a mantinha abaixada por entre as pernas, pensando ali na conversa que teve com Hikari e no que ela, sem a ajuda da moça poderia fazer, já que sem ela, não poderia efetuar sua vingança contra Metarabolt por matar seu pai. De repente ela ouve passos vindo em sua direção, ergue sua cabeça e olha na direção de onde os passos vinham percebendo a presença de  Hikari que vinha se aproximando. A moça braço direito de Tatsumi Mitsubasa se senta ao lado da garota, porém não olha para ela, mantém sua atenção a frente enquanto inicia sua conversa.

Hikari: Você disse que eu não sabia o que era ver a vida de alguém que eu amo se esvaindo nos meus braços, mas eu sei. Eu tive pais, pais que me amavam, e que eu achei que fariam parte de toda minha vida.

Lágrimas começam a escorrer do rosto de Hikari. Ao perceber isso, Saori começa a prestar total atenção no que a ela dizia. E Hikari continua.

Hikari: Eu tinha doze anos quando tudo aconteceu.

*************FLASH BACK***************

Era Net City ainda em seu começo de vida, várias indústrias do mundo todo estavam construindo ou transferindo suas filiais para o japão, bem aqui na cidade. Naquele dia chovia muito e em uma estrada da cidade vinha um carro prata com os faróis acesos no máximo devida a má visibilidade que a torrencial chuva provocava. Dentro do carro um homem com seus quarenta anos, uma mulher no banco do carona aparentando ter seus trinta e cinco anos e no banco de trás uma garotinha com seus doze anos. Essa garotinha era Hikari, que junto com seus pais vinham de mudança para Net City naquela época.

A visibilidade realmente estava muito ruim forçando o pai de Hikari a colar os olhos no parabrisa. A garotinha no banco de trás abraçava sua boneca e aparentava estar um pouco apreensiva. A chuva aumenta mais ainda sua força e, em uma determinada altura da estrada, na frente do carro, uma luz num formato circular, é refletida direto nos olhos do motorista que instintivamente pisa nos freios. Por causa da pista molhada o carro derrapa e só depois para. A luz diminui e de dentro do que Hikari e seus pais não sabiam ser um portal, um monstro sae caminhando para a nossa dimensão.

A pele do monstro era gosmenta. Ele tinha chifres que saíam de onde deveriam ser seu peitoral. Possuía garras afiadas. Seus olhos emitem um vermelho intenso e quando o monstro abria sua mandíbula, apenas um grunhido alto era possível ouvir. O monstro então salta pousando bem na frente do carro. O desespero toma conta da Mãe e do Pai de Hikari que tenta religar o carro e dar ré, sem sucesso. O monstro então em um golpe de baixo para cima, atinge o parachoque do veículo levantando-o e fazendo-o voar pelo ar e a metros de distância dele, em meio a chuva, cair de ponta cabeça violentamente na estrada.

Dentro do carro, atordoado, e sangrando muito em sua cabeça, o pai de Hikari tenta desprender seu cinto, em vão. Ele olha para o lado e sua esposa também machucada tentava se desprender do cinto, e ela consegue. Ela se arrasta até a parte de trás do carro onde sua filha de doze anos estava, ainda abraçada a boneca e sangrando também.

Ao olhar para frente, o pai de Hikari percebe que o monstro se aproximava novamente.

Pai: Saiam...Saiam do carro...Ele está vindo…

A mãe desesperada, e num esforço sobre humano, consegue abrir a porta de trás. Ela se arrasta para fora e em seguida puxa a filha, coloca a menina de pé e pede para que ela corra, e é o que a garotinha faz, mas metros a frente ela para, se vira e começa a chamar pela mãe.

Hikari: Mamãe...Mamãe!!

A mulher sem perceber o quão próximo o monstro estava, volta a porta da frente do lado do motorista para tentar ajudar seu marido a se desprender do cinto e sair do carro.

Pai: Não...Vá embora..,Pegue a Hikari e fuja!!!

Mãe: Eu não vou embora sem você!!!

O monstro abre sua mandíbula e uma luz começa a brilhar. A luz vai se tornando cada vez mais intensa. A mãe de Hikari tentava a todo o custo soltar seu marido. Hikari estava a metros de distância sozinha em meio a chuva, abraçada a sua boneca e chamando por seus pais enquanto chorava.

Hikari: Mamãe...Papai!!!

A mandíbula do monstro se abre ainda mais e dela, uma intensa rajada de energia é disparada em direção ao carro, que atingido, é consumido por uma gigantesca explosão no meio da estrada. O impacto da explosão derruba a pequena garotinha que cai no chão enquanto o carro com os corpos de seus pais sobe aos céus em chamas e choca-se com o asfalto da estrada novamente.

Hikari desesperada: Mamãe...Papai!!!

O monstro agora vira sua atenção para a pequena garota que sentada ao chão, chorando e sem proteção alguma, está prestes a ter seu destino selado. Porém, quando o monstro começa a correr em direção à menina, uma luz prateada surge dos céus em um formato circular e passa sugando para dentro de si o corpo da garotinha, e ainda atingindo o monstro fazendo-o cair. A metros de distância atrás do monstro, a luz prateada ganha forma física humanoide, pousa de costas para ele colocando a menina no chão. O homem cujo corpo surgiu de um luz prata agora se vira contra o monstro fazendo frente a ele. O monstro grunhe como se soubesse quem era o inimigo. O guardião de prata se mostra.

Force Silver: ****FORCE SILVER****


O monstro parte para cima de Force Silver desferindo um ataque com suas garras de cima para baixo. Force Silver se desloca para o lado e desfere um chute frontal contra o estômago do monstro que se inclina para frente com a pancada. Force Silver então gira o corpo dando uma voadora frontal que faz o monstro voar para trás e se chocar com o solo. Force Silver leva a mão ao lado direito do cinturão dourado e uma pequena luz materializa sua arma.

Force Silver: ***SILVER LÂMINA DUPLA***

A lança de Silver possuía lâminas nas duas extremidades e para segurá-la, o cabo se localizava no meio delas. A lança inteira se transforma em uma lança banhada por um laser azulado. O monstro parte mais uma vez para cima de Silver que também corre ao seu encontro. Silver gira passando pelo monstro desferindo um corte com a lâmina esquerda, gira o corpo novamente e nas costas do monstro, o atinge com a lâmina direita provocando explosões em seu corpo. O monstro então gira para o lado de Silver, abre sua mandíbula e dispara um raio contra o guardião de prata que salta flutuando seu corpo para trás e segurando o cabo da lança a aponta para frente. Esse movimento faz a lâmina crescer aumentando seu tamanho e atravessando o corpo do monstro. Silver então pousa puxando a lâmina de volta fazendo-a voltar ao tamanho inicial, gira a lança novamente desfere um corte no ar na vertical de cima para baixo, em seguida desfere outro corte no ar de baixo para cima também na vertical formando um x.

Force Silver: ****SILVER CRACH****

O “X” gerado por Force Silver voa na direção de monstro atingindo-o e explodindo a criatura em meio a torrencial chuva. Um clarão decorrente da explosão surge e vai se dissipando aos poucos conforme o fogo decorrente da explosão do corpo do monstro vai se diminuindo.

A menininha estava parada sentada no meio da estrada, olhando fixamente com os olhos para Silver. O guardião então desmaterializa sua lança e começa a caminhar em direção a garotinha. Ao chegar perto dela, a menininha com os olhos em lágrimas, molhada pela chuva e suja pela lama que se encontrava na estrada, finalmente fala.

Hikari: Quem...quem...é você?

Force Silver: Eu estava caçando aquele monstro a muito tempo. Finalmente consegui encontrá-lo. Agora você está segura.

Ele se vira e sai caminhando lentamente, mas para sua caminhada quando a garota grita.

Hikari: Os meus pais estão mortos!! Onde você estava quando aquele monstro apareceu e matou meus pais?

A garotinha cai de joelhos em meio a chuva. Silver então se vira, e volta para trás. Ele retira seu elmo mostrando seu rosto para a garota. Ele entrega seu elmo para que a garota o segure junto a seu urso e em seguida a pega no colo.

Force Silver: Eu me chamo Tatsumi, Tatsumi Mitsubasa, e eu vou cuidar de você.

Force Silver, com a garota em seu colo, começa a caminhar pela estrada e em meio a escuridão da noite chuvosa, com a garota nos braços, ele desaparece

***************FIM DO FLASH BACK**************

Hikari: E é por isso que eu estou ao lado do Tatsumi não importa o que aconteça. Ele não só salvou a minha vida naquela noite, mas salvou a minha vida para todo o resto dela. Ele descobriu meu talento para a tecnologia. Ele me permitiu ter o contato com toda a tecnologia dimensional que eu tenho hoje e graças a isso, do meu jeito, eu posso lutar contra os monstros da dimensão das trevas, e me vingar pela morte dos meus pais a cada vitória que os Force Five alcançam.

Saori: Mas ele não chegou a tempo de salvar os seus pais?

Hikari se levantando: Eu não o culpo por isso. Não dá pra salvar todo mundo.

Saori se levantando: Se você me contou tudo isso, é porque você entende o que eu estou passando. Você disse que do seu jeito, você pôde lutar contra os monstros da dimensão das trevas. Mas eu...eu não tenho nada, eu não posso fazer nada. Então eu estou te pedindo para me deixar lutar também, do meu jeito e só você pode me dar isso agora.

Hikari: Tem razão. E eu sei que se eu não te ajudar você vai acabar fazendo alguma besteira, então, eu vou te ajudar sim. Mas vai ser do meu jeito, nos meus termos, e você vai ter que fazer tudo o que eu mandar.

Os olhos de saori brilham ao ouvir as palavras de Hikari.

Saori: Muito bem. Por onde eu começo.




NET CITY - PARQUE DA CIDADE

Havia um sol bem brilhante no céu da cidade de Net City, e no parque da cidade, as pessoas corriam brincando com seus filhos, as crianças se penduravam nos brinquedos e outras sentavam-se com suas famílias fazendo piquenique na área verde do parque. Ali em um dos bancos no meio do parque Hioity acabara de chegar e se sentava, olhando para todos os lados, e olhando também em seu relógio, como se esperasse alguém. Alguns minutos após a chegada dele, a pessoa cujo espera o consumia aparece sorrindo. Ao percebe-la, ele também abre um sorriso. os olhos dos dois brilham de felicidade quando finalmente trocam as primeiras palavras.

Hioity se levantando: Que bom rsrsrs! Você veio!

Helena: Ué, você achou que eu não viria? Desculpe tê-lo feito esperar.

Os dois ficam ali parados se olhando, até que Hioity quebra o silêncio constrangedor entre eles.

Hioity: Eu...err..te trouxe uma coisa, quer dizer, um presente.

Helena: Sério!? Não precisava, eu não quero te dar mais trabalho.

Hioity: Ha, não, trabalho nenhum. Vai me fazer muito feliz se você aceitar...e….eu espero que você goste.

Hioity tira de seu bolso a pequena caixa embrulhada com um belo papel de presente e entrega nas mãos de Helena. No momento em que ela vai pegar a caixa, as mãos dos dois se tocam e seus rostos ficam vermelhos. Helena então levemente retira suas mãos das mãos de Hioity e puxa a caixa pra si, retira o papel e abre a caixa. Ao abrir a caixa, ela retira seu presente de dentro percebendo ser uma pequena caixinha de formato circular, sua estrutura se assemelhava com um carrossel de um parque de diversões em miniatura, quando ela levanta a parte superior da caixa, uma leve e suave música começa a tocar. Os olhos da moça brilham em emoção e enquanto a música toca, para ela, era como se o mundo em volta dos dois tivesse parado, só havia ela e ele naquele local, sentados naquele banco do parque, sem nenhuma preocupação, sem nenhum temor e com toda a vida pela frente, porém quando a música da caixinha se acaba e a tampa se fecha, ela retorna a realidade.

Hioity: E então? Você gostou?

Helena sorria com lágrimas nos olhos: Eu...eu...eu amei. Nunca ninguém havia me dado algo tão lindo assim. Muito obrigada.




DIMENSÃO DAS TREVAS - FORTALEZA NEGRA

Em uma outra área interna da Fortaleza Negra, Metarabolt treinava com sua espada. O espaço era uma espécie de sala de treinamento medieval subterrânea com vários pilares espalhados pelo lugar sustentando a estrutura da Fortaleza Negra acima da sala. Aqui, Metarabolt manejava sua espada acertando várias réplicas de pedra do corpo de Red Force. Ele gira o corpo e num golpe de cima para baixo acerta uma das estátuas que explode em diversos pedaços de pedras pela sala.  Ele então gira o corpo mais uma vez segurando sua espada invertidamente, dando um soco no ar, debaixo de seu pulso se desprende uma espécie de corda com uma ponta metálica que voa como uma bala e transpassa mais uma das estátuas que também explode em pequenos pedregulhos. Ele puxa a corda de volta fazendo-a formar um arco antes de voltar completamente ao seu corpo. O corda em arco passa por mais três estátuas dilacerando-as enquanto Metarabolt se vira no momento em que as pedras caem pelo chão da sala. É nessa hora que Morgana entra na sala com seu Cetro em sua mão direita e sua bola de cristal flutuando sobre sua mão esquerda.

Metarabolt: O que você quer? Se bem me lembro, da ultima vez que nos vimos, você me atacou.

Morgana fica a frente do grande vilão: Sim eu te ataquei, eu estava com raiva por que você destruiu meus planos, mas tudo ficou no passado. Eu sei o quanto você quer destruir Red Force.

Metarabolt: Corta o papo furado Morgana. O que você quer realmente?

Morgana: Eu tenho informações que podem fazer com que você tenha êxito em sua empreitada em destruir Red Force, e ainda por cima, levar os outros quatro de brindes.

Metarabolt: Estou ouvindo.

Morgana: Precisará mais do que apenas ouvir. Terá que ver com seus próprios olhos.

Morgana coloca sua bola de cristal a frente dos olhos de Metarabolt. A bola começa a passar em loop os arquivos baixados por Helena na sala de Mitsubasa, e transferi-los para o cérebro de Metarabolt. Os olhos do guerreiro das trevas agora brilham na mesma cor dos arquivos da bola de cristal, e depois de alguns segundos, a bola de cristal volta ao normal e Metarabolt leva a mão a cabeça saindo do transe.

Metarabolt: Essas informações? Como as conseguiu?

Morgana: Esqueceu que temos um plano em curso desde a primeira invasão de Zandor a Dimensão da terra?

Metarabolt: Eu não me importo com seus planos. Mas de qualquer forma, suas informações me serão muito úteis. Saber isso sobre todos os integrantes do grupo de guardiões vai me fazer destruí-los por dentro, antes de quebrá-los pedaço por pedaço por fora!! E eu tenho o monstro perfeito para o trabalho.




DIMENSÃO DA TERRA - PRÉDIO SEDE DAS INDÚSTRIAS MITSUBASA -  SALA DA PRESIDÊNCIA.

Tatsumi sai do elevador e passa pela senhora Setsuko, a secretária que fica no balcão antes de sua sala. Como de custume a comprimenta dando-lhe bom dia e em seguida entra na sua sala. Ele vai até sua mesa sentando a frente de seu notbook e ao abrí-lo percebe algo estranho.

Tatsumi: Mas que estranho. Tenho certeza que deixei todos esses arquivos fechados. Por que todas essas informações estão maximizadas na tela.

Ele então pega seu telefone e disca o ramal da senhora Setsuko do lado de fora de sua sala. Prontamente a mulher atende o chamado abrindo a porta, porém não entrando, apenas ficando com metade do corpo para dentro da sala e a outra metade para fora com a porta entreaberta.

Setsuko: Pois não senhor Mitsubasa.

Tatsumi: Senhora Setsuko, a senhora entrou nessa sala enquanto estive fora?

Setsuko: Não, claro que não senhor.

Tatsumi: Está bem. Muito obrigado e desculpe interrompê-la em seu trabalho.

Setsuko: Por nada senhor. Eu ja abri uma ordem junto a manutenção para concertar a maçaneta de sua porta..

Quando a mulher ia saindo, Tatsumi a interrompe.

Tatsumi: Espera, que maçaneta.

Setsuko apontando para a maçaneta amassada na porta: Essa sua, veja como está isso, não podemos deixar a porta da sala da presidência assim. Ha, mais uma coisa senhor. A senhorita Helena veio deixar alguns documentos para que fossem entregues ao senhor. Haaa, acabo de me lembrar. Eu precisei ir ao banheiro e pedi a senhorita Helena que ficasse em meu lugar. Quando voltei ela estava saindo daqui da sala da presidência. Ela estava meio atordoada mas não quis me deixar ajudar. A pobrezinha deve ter ficado chocada com o trabalho porco que esse pessoal da manutenção tem desempenhado aqui. Bom, devo voltar ao trabalho. Tenha um bom dia.

A mulher então fecha a porta. Tatsumi se levanta de sua cadeira e caminha até a vidraça atrás dela ficando de pé ali parado. Ele começa a organizar seus pensamentos.

Tatsumi: Helena? A secretária de Makoto Akio? Ela apareceu de repente. Eu...Na confusão com Zandor e Makoto, deixei de checar seus antecedentes, baixei a guarda. Será que...nós fomos hackeados.




CENTRAL BASE - ABAIXO DO PRÉDIO SEDE DAS INDÚSTRIAS MITSUBASA

****PORTAL ABERTO*****

****PORTAL ABERTO*****

****PORTAL ABERTO*****

Dentro da central base o alarme soa. Hikari e Saori que estava com ela correm até os monitores da sala central e ao digitar alguns códigos, Hikari consegue jogar a imagem do que estava acontecendo na tela. Metarabolt havia atravessado um portal e acompanhado de alguns Espectros e um monstro, estava ali nas montanhas a espera dos Force Five.

Saori: Ele apareceu!

Hikari então se vira para Saori: Metarabolt é um monstro muito poderoso. Nem mesmo Ryu em tantas lutas conseguiu dar cabo dele. Então vamos tentar pegá-lo desprevenido. Você está pronta?

Saori levanta seu pulso mostrando um bracelete idêntico ao bracelete que os Force Five usam para se transformar.

Saori: Nunca estive tão pronta.
Hikari: Ótimo, quando for o momento, eu te mando pra lá. Por hora vou acionar os Force Five para barrarem ele.




MONTANHAS DE NET CITY - ENTORNO DA CIDADE

Acionados por Hikari os cinco guardiões correm em direção ao seu arqui inimigo pela montanha. Ao se aproximarem o cenário que encontram era Metarabolt ao lado do monstro em cima do morro. Abaixo dele, vários Espectros prontos para atacar e metros a frente dos Espectros param os Force Five fazendo frente a eles.

Ryu: Metarabolt seu miserável. O que pretende?

Metarabolt: Force Five!!! Então vieram. Acho que hoje vamos nos divertir bastante. Hoje será um dia memorável.

Ryu: Pode ser que sim, mas não se preocupe. Você não vai ta vivo pra lembrar desse dia. Pessoal, VAMOS LÁ!!!

Todos: OK!!

Os Espectros avançam contra os Force Five que também correm na direção deles. O primeiro a ser atacado é Ryu que desvia do primeiro Espectro, arquea a perna dando uma joelhada no segundo. O soldado se inclina para baixo recebendo uma cotovelada nas costas que o manda para o chão. Outro Espectro avança contra Ryu que se abaixa e desfere um soco com o punho cujo o braço possuía o bracelete. Com a outra mão ele aperta o botão do lado do bracelete e….

Ryu: ***FORCE DIMENSÃO****.

Seu corpo é coberto por uma energia vermelha. Envolto a ela, ele salta dando uma cambalhota no ar e pousando em meio a outros Espectros.  Quando a energia se dissipa, Ryu Ogawa ja era Red Force.

Em meio aos Espectros os outros quatro também iniciam suas batalhas. Maique desfere um poderoso soco em um Espectro que encontra o chão logo após recebê-lo. Reiko da uma mortal para trás ao mesmo tempo em que seu pé atinge a mandíbula de um Espectro a sua frente, e a cabeça de outro que estava logo atrás. Kumiko defende um soco de um Espéctro segurando-o com as mãos enquanto desfere um chute que acerta o peitoral de outro Espectro mandando-o ao chão, em seguida torce o braço do inimigo que ela segurava fazendo-o dar uma cambalhota no ar e bater com as costas no chão. Hioity da um pulo esticando para frente suas duas pernas uma de cada vez. A primeira acerta um Espectro do lado direito, a segunda acerta outro do lado esquerdo, ele pousa dando uma cambalhota pelo chão e os quatro ao no mesmo momento em meio aos Espectros…

Todos: *****FORCE DIMENSÃO*****

Os corpos dos quatro é envolto em energias de suas respectivas cores. Eles desferem socos, voadoras, rasteiras e após concluírem seus ataques com os corpos envoltos em energias, todos os Espectros explodem em volta deles. Em seguida os quatro saltam para cima do morro passando por cima de Metarabolt e do monstro que o acompanhava pousando metros de distância deles. Nessa hora as energias se dissipam revelando os corpos de Black, Blue, Yellow e Pink. Em seguida, Red Force salta também passando por cima de Metarabolt e pousando metros atrás dele ficando ao centro da equipe.

Red Force: ****ESQUADRÃO DIMENSIONAL FORCE****

Todos: ****FIVE*****

Metarabolt: É uma bela demonstração de força Force Five. Mas nada disso os livrará das garras do monstro Kratus.

Kratus era um  monstro humanóide com toda sua pele constituída de vários ossos uns sobre os outros. Seu tronco era mais largo e totalmente desproporcional às suas pernas. As mãos possuíam garras e seu rosto era praticamente uma caveira cujo formato se assemelhava a um cão.

Metarabolt: Kratos, ataque.

O monstro parte para cima dos guardiões como se fosse um touro atraído por um lençol vermelho. Ele passa pelos cinco e ao passar por eles, graças as suas garras que os atinge, provoca várias explosões em seus corpos levando-os ao chão. Em seguida o monstro para, se vira e avança novamente contra os guerreiros. Black Force então salta e esticando sua perna, desce dos céus desferindo um poderoso chute no monstro, porém, seu pé ao tocar na pele ossuda do monstro, é repelido e o guardião negro é mandado de volta pra trás caindo e rolando pelo chão. Blue Force então passa por Black no chão e avança contra o monstro desferindo um soco, ao socá-lo, Blue Force sente uma dor dilacerante em seu punho como se o mesmo estivesse se despedaçando por dentro. O monstro o ataca com suas garras, ele desvia se abaixando e ao subir novamente desfere outro soco e a dor é novamente sentida por ele que fica na frente do monstro balançando as mãos na esperança de diminuir a dor. É quando o monstro finalmente o atinge com sua garra provocando uma explosão em seu peitoral e mandando-o metros para trás.

Blue Force: AAAAAARRRRRRRRGGGGGGGGHHHHHHHH!!!!

Os outros quatro vão ao seu auxílio.

Red Force: Blue Force, você está bem?

Blue Force esfregando as mãos: Caramba!! Parece um muro de aço em movimento.

Pink Force: Esse ai é literalmente osso duro de roer!!

Yellow Force tomando a frente: Osso duro nada. Se ele tem uma pele tão impenetrável assim, nós só temos que bater mais forte e nos lugares certos.

Ela então corre e durante a corrida leva  a mão a cintura e uma pequena luz materializa sua arma.

Yellow Force: ******YELLOW MAX MACHADO******!!

Com o Machado em mãos ele ataca o monstro saltando e descendo com a lâmina de cima para baixo em um impacto fulminante. O monstro dá dois passos para trás, ela avança passando por baixo dos braços do monstro, se virando e em outro ataque de cima para baixo atinge as costas dele. O monstro se vira dando uma braçada na esperança de atingi-la, ela da uma cambalhota indo para a frente do monstro novamente desferindo dessa vez um corte na horizontal que dessa vez, provoca uma explosão rachando o osso na altura de onde onde seria seu abdômen. O monstro se contorce. Ela se prepara para atacar mais uma vez quando ouve…

Blue Force no ar: Se afasta*****BLUE FORCE PANT******

Yellow Force dá uma cambalhota para o lado enquanto Blue Force desce dos céus desferindo com seu pant, dois socos ao mesmo tempo com os dois braços esticados, bem na brecha que Yellow abriu. O monstro voa pelo ar, e ainda no ar antes de encontrar o chão ele recebe outro ataque vindo de cima.

Red Force: *****RED FORCE FIRE SLACH****

Com sua espada energizada, Red Force direciona toda a energia lançando-a de sua lâmina em cima do monstro que agora finalmente atinge o solo. O Impacto é tão grande que o corpo do monstro abre um buraco no solo erguendo uma intensa cortina de poeira e juntamente com vários pedregulhos que voam pelo ar.

O monstro se levanta cambaleante e quando a fumaça se dissipa, estão a frente dele Black Force e Pink Force. Pink com o arco em mãos e uma de suas flechas apontadas para o monstro e Black ao lado dela com sua Black Blaster Cannon também apontada para o ele.

Pink Force: ****PINK TEMPESTADE DE FLECHAS*****

Black Force: ****BLACK BLASTER CANNON****

A Flecha de Pink Force é disparada multiplicando-se no caminho transformando-se em uma tempestade de flechas e todas elas atingem o buraco aberto por Yellow Force e seu Machado. Logo atrás da última flecha a rajada de energia disparada por Black finaliza o ataque e o monstro explode em uma pilha de ossos envolto em chamas e poeira levantada pela explosão. Os cinco então se juntam novamente fazendo frente a Metarabolt que assistia a batalha.

Red Force: E agora você Metarabolt!

Metarabolt: Eu ainda tenho cartas na manga!! ****SPARKS****

Um portal se abre nos céus de onde o gigante Sparks surge apontando seus tentáculos para os restos de Kratus e disparando seus lasers sobre ele. Ao ser atingido pelos raios de Sparks, Os ossos de Kratus se unem novamente se sobrepondo uns aos outros e em seguida o corpo do monstro ganha proporções gigantesca. O agora gigante Kratus ergue seu pé e tenta pisotear os cinco Frce Five que saltam rolando para o lado e escapando da investida do monstro.

Red Force levando a mão direita ao lado do capacete e esticando a esquerda para frente abre uma linha de comunicação com a central base.

Red Force: ******KING FORCE DECOLAR******

Da central base a mais nova arma de combate dos Force Five surge pousando em meio às montanhas. Os cinco guardiões ocupam seus respectivos lugares dentro da cabine do Robô e se preparam para mais uma batalha de titãs.

Red Force: ***KING FORCE AVANÇAR***.

O Robô obedecendo os comandos de Red Force parte para cima do Gigante Kratus. O monstro então desvia do primeiro ataque gira o corpo e de seus olhos dispara uma rajada de energia que explode no peitoral do titã guardião.

Todos na cabine: AAAAARRRRRRRGGGGGGHHHHHHHH!!!!!!

Red Force tomando a frente: ****KING FORCE RAIO*****

Dos olhos do King Force, raios óticos são lançados e explodem no peito do monstro transformando-o em pedaços fazendo seus ossos se espalharem pelo local. Quando todos os ossos caem os Force Five notam algo flutuando à frente deles. Era um coração no formato de um coração humano na cor negra.

Red Force: Mas o que!?

Yellow Force: O que é aquilo?

No solo abaixo, Metarabolt assistia a batalha: E o momento derradeiro está quase por vir.

Os ossos no chão começam a se mexer como se estivessem vivos e avançam para cima do King Force. Cada osso que bate na lataria do Robô provocava uma explosão fazendo-o recuar para trás. King Force fica em meio a um turbilhão de ossos que batiam em sua lataria por diversas e diversas vezes até que ele não suportando mais os ataques vai ao chão estremecendo o solo das montanhas.

Todos na cabine: AAAAARRRRRRRGGGGGGHHHHHHHH!!!!!!

Os ossos então voltam em direção ao coração colocando-se em volta dele e formando novamente o corpo de Kratus.

Black Force: Impossível! Ele não usou essa tática antes. Não é possível que tenha adquirido ela após ficar gigante.

Red Force: Eu duvido. É o Metarabolt. O desgraçado armou pra gente de novo.

O Robô se levanta e se prepara para mais um ataque quando Kratus dispara mais uma vez seus raios ópticos contra ele.

Red Force: *****KING FORCE ESCUDO*****.

Os raios explodem na superfície do gigantesco escudo circular. O Robô então converte o escudo em seu bumerangue e ataca.

Red Force: ****KING FORCE BUMERANGUE*****

A arma voa e atinge em cheio o monstro provocando uma nova explosão que consome o ser das trevas fazendo seus ossos se espalharem pelo chão novamente e quando a fumaça da explosão se dissipa, outra vez ali está o coração flutuante. Os ossos então voam novamente na direção do Robô chocando-se com sua lataria provocando várias explosões. King Force vai ao chão novamente com o corpo todo envolto em fumaça. Em seguida os ossos voltam a circundar o coração até formarem novamente o corpo de Kratus uma vez mais.

Blue Force: Assim não dá. A gente detona ele e os ossos atacam. Ele se regenera e ataca denovo.

Black Force: Temos que impedir o ataque dos ossos antes que eles avancem contra nós.

Pink Force: Como faremos isso?

Red Force: O coração. Provavelmente é o coração que ta controlando os ossos. Temos que destruir o coração antes dos ossos atacarem.

Aos comandos de Red Force King Force se levanta novamente e mais uma vez avança contra o monstro.

Red Force: Lembrem-se, nosso alvo é o coração.

O gigante titã de aço arma mais uma vez um ataque com seu bumerangue lançando-o contra o monstro. Quando o bumerangue o atinge, o monstro explode novamente em ossos que voam contra King Force criando uma espécie de redemoinho fazendo os ossos baterem por diversas vezes na lataria e provocando pequenas explosões localizadas.

Red Force: Aguentem firme. Temos que atacar no momento certo!!

O coração flutuante brilha e os ossos se dispersam indo em direção a ele para montar o monstro novamente. Mas antes que os ossos atinjam seu destino uma energia brilha pelo corpo de King Force subindo até a letra “V” em seu peito.

Force Five: ****KING FORCE DINAMIC VICTORY******

A rajada de laser sai do peito do Robô em alta velocidade, passa por entre os ossos que estavam a caminho de se juntar ao órgão flutuante, e atinge o coração provocando uma gigantesca explosão. O coração é consumido pelas chamas enquanto os ossos  caem no chão um a um.

Red Force : Conseguimos!!

Todos respiram aliviados dentro da cabine do King Force, porém, percebem que algo está errado.

Black Force: Que estranho. Os ossos não desapareceram.

Red Force: É mesmo.

King Force então dá alguns passos a frente se aproximando dos ossos. Metros abaixo no solo, longe do Robô mas perto o bastante para ver o que acontecia Metarabolt pronúncia.

Metarabolt: E agora é a hora do grand finale.

Nesse momento os ossos explodem em volta de King Force. Cada osso que explode gera uma espécie de fumaça branca que vai envolvendo o Robô. O titã, aos comandos de seus pilotos, tenta a todo custo sair do meio da névoa, mas é como se a mesma o acompanhasse para onde ele se movesse. Num determinado momento, os braços de King Force se relaxam para baixo como se os controles dos Force Five tivesse cessado. Dentro da cabine, os cinco guardiões estão desacordados graças os efeitos da névoa.




CENTRAL BASE - ABAIXO DO PRÉDIO SEDE DAS INDÚSTRIAS MITSUBASA

Na central base Hikari e Saori ainda acompanhavam o desenrolar dos acontecimentos nas montanhas.

Saori: O que aconteceu? Por que estão parados?

Hikari: Tem alguma coisa errada. Os sensores da cabine não estão respondendo e eu perdi a linha de comunicação.

Hikari digita mais alguns códigos no teclado para tentar alcançar imagens da cabine do King Force, porém em vão. Apenas estática aparecia na tela. Ela então digita mais alguns códigos e joga na tela a imagem de Metarabolt.

Saori: E ele?

Hikari olha séria para Saori: Ele está distraído. Não teremos outra chance de atacar se não for agora. Vou te mandar pra lá. Mas a qualquer sinal de risco, você tem que fugir.

Saori: Pode deixar. Eu vou destruí-lo no primeiro ataque.

Hikari: Então vai pro vortex. Vou abrir um portal pra você bem atrás dele. Terá que ser um único ataque rápido e preciso. Agora, atacar Metarabolt pode ser a unica chance que temos de ajudar os Force Five.

Saori: Pode deixar.

Saori corre para o corredor do lado direito da sala central. No fim do corredor encontra o Vortex. Hikari a acompanha e ao lado do vortex, em seus controles, ela digita as coordenadas da localização de Metarabolt. Um portal então se abre. Saori então ergue seu pulso mostrando mais uma vez o bracelete.

Hikari: Esse é um bracelete emergencial. Te dará poderes e acesso a algumas armas. Mas não abuse.

Saori: Pode deixar.

Saori levanta o pulso mais uma vez e baixinho, próximo ao bracelete ela usa pela primeira vez a frase de transformação dos guardiões.

Saori: ****FORCE DIMENSÃO****

Luzes começam a circundar o corpo da garota e em segundos as luzes grudam em seu corpo materializando seu uniforme de cor violeta. Sem mais demora, ela atravessa o portal.



MONTANHAS DE NET CITY - ENTORNO DA CIDADE

Metarabolt olhava para o Titã guardião imóvel e envolto a névoa gerada pelos ossos que explodiram.

Metarabolt: Dessa vez Force Five vocês sentirão na pele como é ser destruído de dentro pra fora. Quando acordarem dos sonhos que a névoa dos ossos do monstro Kratus provoca, vocês não terão mais nenhuma força ou coragem pra lutar. kkkkk

O guerreiro das trevas nem percebe quando um portal abre atrás de si tamanha a euforia de ter conseguido que seu plano desse certo. De dentro do portal, uma figura trajando um uniforme violeta com detalhes em branco nos mesmo moldes dos Force Five, aparece. Em mão ela trazia sua arma principal, uma espécie de garra-dupla com o cabo ao meio delas, nas extremidades do cabo, duas lâminas curvas. Ela trazia uma garra dupla em cada mão e se prepara para atacar pelas costas seu oponente antes mesmo que ele pudesse perceber sua presença. O plano de Hikari para fazer com que Saori conseguisse vingar seu pai era esse. Atacar quando o vilão estivesse distraído enquanto observava a luta de King Force com seu monstro. Essa era a oportunidade perfeita, mesmo sem saber o que se passava com os Force Five na cabine, Hikari apostou que se seu plano desse certo, isso também poderia ajudá-los. E seguindo o plano, Saori, agora Violet Force, salta usando do poder da Force Swit para poder atacar. Ela arma suas duas garras, as lâminas se transformam em lâminas lasers e agora seu corpo desce dos céus em direção a Metarabolt que ainda se mantinha de costas para ela olhando para King Force…

Continua..>>

9 Comentários

  1. Caramba Rodrigo, que episódio hein!!!!
    E como eu já tinha adivinhado, a Saori se tornou o sexto membro dos Force Five... Hehehehehe...
    Bom plano do Meu, tem grande chance de êxito, mas acho que a Violet Force vai impedir, ou será que não? Fiquei triste com a história de Hikari e agora entendi o motivo da lealdade dela com Tatsumi. Ansioso pelo próximo episódio. Parabéns por mais essa magnífica parte desse trabalho primoroso, que também classifico como Hiper Sentai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Renato. Obrigado por mais esse comentário. O que acontecerá com Saori no determinará o futuro dela na próxima saga que estou preparando intitulada Lendas. Ela é um personagem central que dará inicio a esse spnof de Force Five que já está chegando a seu final. Aguarde o próximo episódio que muitas surpresas virão!!!

      Excluir
  2. Caramba, Rodrigo? já está chegando ao final? Que isso... Tokusatsus, em geral, entre 40 e 50 episódios. Dos meus 3, só Blue Red Hight Tech é pequenos: 25 eps. Por favor... estique ao menos até 35 episódios. Amo sua série.

    Eu me sinto honrado de estar ao lado de escritores como você, Norberto, Renato, Lanthys, Fanfic master e outros. Que escrita linda!!! Você é um cara que valoriza um português impecável, além de ser dono de um estilo poético. Isso é bom, pois valoriza o aspecto dramático de seus episódios. E, esse, foi mais um deles!!!


    Foi lindo ver a coragem da Saori como o sexto membro dos Force Five...

    Como Renato disse, Violet Force vai impedir a ação dos vilões.

    De fato, hoje é mais fácil entender toda a personalidade de Hikari e suas atitudes. Lindo demais o modo com que você demonstrou todo carinho e obediência dela ao Tatsumi, Muito bom.

    Estou ansioso para ver os nossos heróis detonarem sem dó o Metarobolt! Creio que isso vai ocorrer agora! Manda bala!



    Responder

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Artur, ler esses elogios de você me deixa muito feliz. Eu me esforço ao máximo para que minha gramática, e não só ela como a coerência dos acontecimentos estejam num nível que cause impacto ao leitor, que seja dramático quando tem que ser e que demonstre dor e tristeza quando tem que ser. Eu particularmente adoro ler uma fic que me desperte sentimentos: tensão, tristeza, alegria, que me faça sentir a dor dos personagens etc. E tento trazer aos Force Five tudo isso, e acho que até o momento tenho conseguido. Muito obrigado por sua leitura. Porem, Force Five está chegando ao fim sim. É hora de encerrar um ciclo e partirmos para novos ares, sendo assim Lendas, spnoff de Force Five deve acontecer ainda esse ano, e um novo sentai deve substituir Force Five também. Tanto lendas como esse novo sentai estarão compartilhando o mesmo universo de Force Five. E num futuro próximo, quem sabe um crossOver entre eles rsrs. Grande Abraço!!

      Excluir
  3. Ai, ai, ai, ai... Senhor Rodrigo, isso é sujeira, das grandes... Terminar o episódio neste momento?? O senhor não vai com minha cara??? kkkkkkk Meu velho, que episódio! Como sempre os diálogos são um show a parte, você tem uma capacidade de criar diálogos que impressiona e quando mistura isso a personalidade de cada então, nem se fala! Curti muito o papo entre Hikari e Saori, assim como adorei o papo super amigável entre Ryu e Saori... Confesso que acho que Saori e Hikari fizeram "m" mas vou esperar pra dizer... MEtarabolt continua agressivo e assustador, Morgana tá chegando no mesmo por sua manipulação... Está se desfazendo aquele estilo Império que comando tudo, parece que os integrantes estão se movendo por conta e isso aumenta e muito a imprevisibilidade, o que é muito bem vindo! Sobre os Force Five dentro do King Force bateu um arrepio aqui tipo a cena de destruição do FlashKing, mas espero que sejas bonzinho na continuação e não judie muito do KingForce kkkk E no fim me surpreendeu mesmo, eu não achei que fostes trazer um sexto membro já, realmente me pegou desprevenido e com certeza foi uma bela sacada e motivação para a aparição deste novo membro. Agora é aguentar a ansiedade para o episódio 22 com a continuação! Parabéns meu velho, mais uma vez um episódio magnífico!

    ResponderExcluir
  4. Grande Lanthis. Qual não é a minha alegria aoi ver não só o seu comentário como o do Renato, do Artur e companhia. Pelo menos vocês três sempre estão comentando. Bom, quanto ao episódio, podemos dizer que a decisão de Hikari em ajudar Saori trará consequenciais ao grupo e a Saori também. Acredito que o próximo episódio ja encaminhe Force Five para a Reta final, então não deixe de acompanhar. Muito obrigado por sua leitura. Um grande abraço!!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Holy Crepe! Que episodio... Espetacular! Nossa, mas teve tanta coisa que eu gostei nele, mas tanta coisa, vou tentar resumir o maximo possivel.

    Primeiramente quero falar da parte em que o Hioty chega e começa a ser "revistado" foi muito engraçada, e o encerramento da Kumiko com "Vc me deve seu mindinho, n vai dormir", nossa senhora, foi muito legal. Uma coisa que notei é que Force Five só recentemente começou a ter mais desses momentos comicos, o que n é nenhum problema, afinal ela veio se mantendo muito bem com todo seu desenvolvimento, tensão, drama entre outras questões, mas realmente quando algo comico ocorre é bem marcante, ainda mais bem feito assim, adorei. Já puxando pra acompanhante do Hioty, senhorita Helena, eu achava que ela seria problema por ser irmã do Akio, n por algum feitiço bizarro da Morgana, eu perdi alguma coisa? Ela já havia armado isso ou descobriu agora, tô com uma pulga atrás da orelha quanto a isso, mas admito que a cena deles juntos no parque com a caixinha foi bem bonitinha, mas ficarei de olho nessa secretaria.

    Aconteceu algo que eu já estava me perguntando faz tempo que era sobre a Hikari. A Hikari embora seja uma personagem principal e seja responsavel por todo o equipamento, só tinha como papel ser a acompanhante do Mitsubasa e voz da razão algumas vezes, mas eu sentia que ela precisa ser mais aprofundada, explicar porque ela estava ali, e aí temos isso e de um jeito que eu n esperava com aquele Force Silver, e tudo ficou ainda mais claro quando ela é basicamente adotada pelo Mitsubasa, então agora n tenho mais duvidas do pq ela estava ali.

    Por fim, nosso ápice e ponto principal do episodio: Saori. Eu já havia comentado que ela devia estar com a mente a mil no ultimo cap e que ela poderia surtar com essa coisa de vingança, e quem diria, eu acertei. Eu entendo tudo que ela tá passando e com ctz qqr um nessa situação surtaria, mas vamos com calma, filha! Deita um pouco, respira e N SAI AMEAÇANDO PESSOAS FULL PISTOLA MODO TURBO! Serio, eu fiquei com medo da guria, Hikari no começo até teve nervos de ferro, mas o jeito que ela cede e conta a historia dela foi muito e bem encaixado e serei sincero que eu fui inocente de achar que vc n faria sexto membro até q o nome é Force "FIVE", mas vc vai lá e n mostra um outro ranger, mostra 2 no msm episodio, inclusive eu até cheguei a pensar que a Saori ia ser uma versão mulher do Silver, mas Violet tbm é legal, alias ter uma extra mulher é uma sacada legal (Mais uma vez, li no momento certo pq ep 22 de Halloweenger... Acho que deu pra sacar). Então é isso, Violet Force adicionada ao time, n sei se ela terá algum limte de uso de poder já que a ideia era ela só atacar o Medarabolt e até a Hikari menciona que é um bracelete de emergencia, mas tem que esperar pra ver, mas esse cliffhanger que tu deixa logo quando finalmente estou em dia com Force Five é pegadinha, né?! kkkkk

    Excelente capitulo, só n digo que foi meu favorito pq tiveram outros muito incriveis também.

    Uma ultima observação é que as palavras em ingles que vc acabou utilizando "ch" na vdd é usado "sh" tipo "Clash" e "Slash", mas só um detalhe.

    ResponderExcluir
  7. Graande Max Rider. Que comentário bacana Jovem. To em lágrimas com seu comentário. Tu ta na mesma pegada do Lanthis nos comentários, arrasando meu chapa.

    Faço questão de comentar cada ponto que você menciona em seu post.

    Vamos lá.

    Sobre os momentos cômicos. Você tem toda razão, faz muito pouco tempo que comecei a trabalhar nessa área e faço esses momentos apenas pontuando eles levemente, por que a série tem se mostrada bem dramática em diversos momentos. Esses momentos cômicos fazem todo sentido aparecerem nesses últimos episódios por que eles passaram juntos por um monte de coisas e esses desafios serviram para uni-los ainda mais, e quando nós nos sentimos a vontade com outras pessoas, quando a amizade começa a fluir, é bem natural que a gente brinque e de risadas, eu não poderia virar as costas para isso. Por isso achei interessante colocar uma cena mais leve em um episódio que basicamente mostraria a desgraça na vida de outros personagens como a Hikari por exemplo.

    Confesso a você que Hikari não era uma personagem a qual eu iria me aprofundar até por que a função dela era ficar na central Base e acompanhar o Tatsumi, sendo o braço direito dele, porem, a personagem é boa, cresceu muito em poucos momentos da série mas se apagava logo em seguida. Contar o por que dessa lealdade cega que ela mostra no decorrer dos episódios foi um jeito não só de apresentá-la como a personagem que ela pode ser, mas também contar um pouco mais sobre o Tatsumi e sua jornada na Dimensão da Terra antes da Central Base e antes dos Force Five.

    Saori se torna sim uma guardiã, usando inclusive esses poderes para iniciar uma vingança que só trará mais problemas para equipe. Sera que ela ficara como membro da equipe? Isso só o próximo episódio poderá dizer.

    Sobre os "ch" ao invés de "sh", isso foi um erro mesmo e obrigado por me mostrá-lo, afinal, nossa tendencia, é sempre melhorar com o apoio dos amigos e leitores.

    Um grande abraço.

    PS:. Sei que estou devendo Halloweenger, mas vou me redimir prometo, assim que eu sair desse marasmo do qual comentei contigo em OFF.

    ResponderExcluir