sexta-feira, 7 de abril de 2017

Seiun Sentai Uniranger - Capítulo 02


Data Timming... Inciando transmissão...
Miya, uma habitante do planeta Uni desperta de um estado de hibernação involuntário após seu planeta ter sido destruído. Tudo não passava de um plano de seu pai, o Dr.Krim para que ela ficasse em segurança. Para poder descansar, a alienígena se esconde no planeta Terra, o único compatível com a atmosfera de seu planeta natal. No entanto, os Terroristas Espaciais que sobraram da guerra no planeta Uni a encontram e atacam a Terra. Ela pede a ajuda de 3 humanos para se tornarem os Unirangers da Terra.
Data Timming... Fim da transmissão...

- E esse aqui é o comando central da UniShip! – dizia Miya para Takato, Ino, Kenshin e Yuusuke que pareciam todos muito surpresos.
- Que lugar maneiro! – dizia Kenshin. – Amei isso aqui!
- E pensar que essa nave enorme está camuflada e encalhada bem aqui... – dizia Takato impressionado, mas numa pose descolada.
- O que é “maneiro”? – questionava Miya para Ino.
- É uma forma de dizer incrível. – explicava Ino rindo um pouco. Ela se via encantada com a inocência de Miya, aquilo tudo parecia agradavelmente estranho.
- Ai, ai, ai, ai! – dizia Krinus que corria para Miya. – Srta.Miya, pode pedir para o seu convidado que ele mantenha distancia de mim?
Eles olham para Yuusuke que apenas sorri sem graça.
- Foi mal... – ele dizia.
- Não é meio óbvio? – dizia Miya um tanto ríspida. – Deveria ao menos pedir desculpas!
- Mas, eu...!
- Olha, Yuusuke, eu só deixei você vir por causa dos seus amigos que foram me ajudar, ok? Portanto, se não se comportar, terei de pedir que se retire.
- Nossa... – Yuusuke ficara surpreso com a grosseria da alien. – Quanta hostilidade.

Os grandes protetores do universo! Os Guerreiros escolhidos para defender a justiça em todos os planetas... Eles são... Seiun Sentai Uniranger!
Abertura: https://youtu.be/qLuMlTgRlXw

Launch 2 – Me deixe lutar!
Os cinco pareciam comemorar enfim a vitória contra Trong. Todos pareciam muito contentes quando Miya voltava a ficar séria. Ino se aproxima dela para tentar conversar.
- O que houve? Ficou séria novamente. – dizia Ino.
- Ainda estou pensando no nome que Trong mencionou antes de o derrotarmos... – Miya dizia pensativa.
A imagem de Trong sendo derrotado era viva em sua cabeça. Ela podia ver a cena claramente.
[Flashback]
- Seiun Final Attack!!!
Os quatro Unirangers concentram energia em suas armas e disparam um poderoso golpe de energia contra Trong que tenta segurar, mas sente seu corpo ceder.
- N-Não pode ser!!! – dizia o vilão – Esse não pode ser o meu fim! Zugaikomen!!!!
O corpo do Terrorista finalmente cede e sofre o impacto do ataque caindo em seguida e explodindo.
[Flashback]
- Quem é Zugaikomen? – questionava Takato se aproximando delas. Yuusuke e Kenshin voltam sua atenção para a conversa também.
- Zugaikomen é um dos Terroristas Espaciais. – explicava Krinus antes que Miya pudesse faze-lo. – Ele estava entre o grupo que destruiu o planeta Uni. É um terrorista inescrupuloso que queria o poder das Seiun Keys assim como seus companheiros. Torturou dezenas de seres pelos planetas que passou.
- Achei que todos, com exceção de Trong, haviam sido mortos no planeta Uni. – comentava Kenshin.
- Se ele está morto então tá sussa! – dizia Yuusuke batendo nas costas do amigo. – Ele só devia estar delirando antes de morrer!
- Mesmo que seja verdade. – cortava Miya. – O planeta de vocês ainda não está livre do perigo.
- Como assim? – pergunta Ino.
- Trong deve ter vindo em uma nave, que deve estar cheia de Bosers. – Miya explicava. – Os Bosers estão programados para destruir e conquistar mesmo que seus chefes sejam derrotados.
Uma luz vermelha começa a piscar na base, os Unirangers se viram para o telão e uma imagem é visualizada, se tratava do Terrorista Espacial que invadia seu sinal.
- Zugaikomen... – Miya dizia com tom e olhar de ódio. Ela cerrava os punhos. – Então você sobreviveu.
- Eco, então essa coisa feia é o Zugaikomen? – dizia Yuusuke.
- Bem, não podemos negar que faz sentido, né? Hehehehe – comentava Kenshin.
- Shhh, façam silencio! – Ino os olhava com repreensão e apontava para Miya que não tirava os olhos da tela enquanto cerrava os punhos.
- Zugaikomen, como descobriu essa freqüência? – a alien perguntava.
- Hahahahaha então é mesmo a filha do grande Dr.Krim... – o vilão dizia com deboche.
- Sim, sou eu mesma. – ela era seca. Os outros não haviam a visto daquela forma ainda. - Diga logo o que você quer?
- Eu quero que você e seus queridos Unirangers da terra me encontrem na pedreira abandonada de Quioto, uma batalha mano a mano.
- Hum... Isso não me parece uma boa idéia. – dizia Takato.
- É mesmo, parece uma armadilha... – comentava Kenshin.
- Não foi o que quis dizer. – interrompia Takato. – Quis dizer que isso é mais confusão pra gente.
- VOCÊS PODEM APOSTAR QUE É UMA ARMADILHA! – Zugaikomen dizia com toda a clareza. - Apareçam Unirangers ou irei dizimar esse planetinha de vocês!
- Pode apostar que nós iremos! – Miya respondia na impulsividade.
Ela, Takato e Kenshin vão diretamente para o hangar da nave, Ino para no meio do caminho para falar com Yusuke, ela estava preocupada com ele.
- O que está fazendo? – Ino perguntava ao vê-lo se aproximar.
- Como assim “o que está fazendo”? – indagava o roqueiro. – Eu vou pra batalha! – ele socava a própria mão. – Já perdi a luta da outra vez, agora eu...
- Não pode! – cortava Miya. – Você não tem o poder pra isso.
- Então me dê, como fez com o resto do pessoal. – dizia Yuusuke.
- A coisa não funciona assim. – explicava Miya. – Eles se transformaram porque as Seiun Keys os reconheceram. Eu apenas confiei na minha intuição.
- Bom, então confie nela novamente e me deixe ficar com a que sobrou! – insistia o rapaz se aproximando dela.
- Pra trás! – Miya se afasta.
- Mas, o que...? – Yuusuke não podia acreditar no que estava vendo. – Qualé! Deixa de bobagem, vai! 
Ele tenta se aproximar mais uma vez e Miya se afasta. Estava claro para ele agora – ela não confiava no rapaz. Yuusuke estava surpreso. Takato toca em seu braço.
- Mais sorte na próxima, man. – ele dizia com um sorriso de canto, não fazia nem questão de esconder a felicidade com aquilo.
Os 4 partem para a pedreira de Quioto como o combinado em motos especiais. Eram motos que lembravam uma Honda NM4 Vultus, porém, cada uma em suas respectivas cores e com a logo de um planeta em dourado na lateral. Ao chegarem lá não veem ninguém, procuram atentamente já preparados para qualquer ataque, de repente vários Bosers aparecem atacando nossos heróis que contatam a base pedindo suas armas, Yuusuke se levanta e as envia, ele observa a luta. Os Unirangers iniciam a batalha contra os soldados robôs, em meio à batalha eles são atingidos misteriosamente.
Os unirangers logo olham para a frente e vêm Zugaikomen. Sem pensar em mais nada, SeiunVenus salta na direção do Terrorista Espacial.
- Venus Plasma Crush!!! – diz ela utilizando a Venus Shooter e disparando um raio de plasma poderoso no formato do planeta contra o vilão.
O Terrorista Espacial rebate o ataque e os dois começam a trocar golpes. Os outros Unirangers eram cercados cada vez mais por Bosers. Eles são atacados novamente misteriosamente.
- Estranho... – dizia SeiunMercury – Vocês sentiram isso?
- Sim, é como se tivesse algo nos atacando. – dizia SeiunJupiter.
- SeiunSaturn, use o scanner em seu visor para descobrir quem ou o que está te atacando! – dizia a voz de Krinus no comunicador deles.
- EyeScan!!! – dizia o Uniranger preto seguindo a dica do robô.
Com o Eyescan, SeiunSaturn pode ver tudo o que se está camuflado, de repente ele vê a figura de uma nave, então prepara a SeiunLaser e atira contra a nave que se descamufla.
- Malditos! – diz Zugaikomen surpreso. – Como descobriram minha nave, Camaleon?
- Humpf, você achou que nos enganaria? – dizia SeiunSaturn – É um imbecil mesmo!
- Hahahahaha será que sou mesmo? – perguntava o pirata – Olhem para cima...
Os Unirangers se vêm presos por uma enorme rede de energia, eles tentam escapar, mas ao tocarem na rede levam um grande choque.
- Tolos, não adianta tentar escapar, essa rede mágica pode eletrocuta-los, e a voltagem aumenta à medida que é tocada. – o vilão parecia gozar da situação. – Hahahaha! vocês não tem escapatória, hahahahaha! - Zugaikomen se afasta desaparecendo. 
Do chão surgem algumas armas de segurança que começam a disparar raios contra os heróis. Yuusuke observa tudo aquilo e se vê na obrigação de ajuda-los, mas como? Sem os poderes deles, seria inútil. Ele tenta pensar em alguma forma. De repente a imagem da batalha desaparece, Yuusuke estranha, tenta fazer a imagem voltar mas ao invés disso, uma seta enorme aparece na tela, ela apontava para a saída do salão principal, ele resolve segui-la saindo do salão, várias setas surgem apontando, dessa vez para a direita. Ele passa a segui-las. À medida que elas iam aparecendo ia seguindo-as, quando percebe estava andando em zig zag, até que se depara com uma parede.
- Humpf, que ótimo, a parede da nave... – dizia ele desapontado. – Sabia que estava imaginando coisas.
Uma elevação se forma na parede, um scanner de mão aparece. A princípio, o rapaz se assusta, mas põe a mão no scanner que aceita as digitais e uma porta secreta se abre naquela parede.
- Ual, que coisa estranha!! – ele se surpreendia cada vez mais. - Até mesmo para uma nave alienígena, o que será que tem aqui?
Enquanto isso, os Unirangers tentam se desviar dos raios disparados, eles estão indo muito bem, quando vários Krinus aparecem e começam a enfrentar nossos heróis, dificultando ainda mais as coisas.
- Droga, assim não vai dar... – SeiunVenus já parecia cansada.
- Não vai mesmo! – SeiunJupiter concordava – Já estou ficando esgotado, se as coisas continuarem assim, nós iremos perder!
- Se o Yuusuke estivesse aqui... – Mercury lamentava. 
- É mesmo, ele sempre encontrou soluções, desde o colegial, lembram?
- O se lembro, eu me ferrei por causa disso. – comentava SeiunSaturn.
- É, mas por enquanto teremos de nos virar sozinhos.
Yuusuke entra no local que estava todo escuro, não se podia enxergar nada, de repente, raios são disparados contra ele que leva um susto. O jovem roqueiro não entendia o que estava acontecendo, apenas que não poderia se deixar vencer, ele então começa a tentar desviar dos disparos, mas era difícil sem poder ver nada. Yuusuke é atingido o tempo inteiro, começava a se ferir com os raios, se continuasse assim, acabaria morrendo. A imagem de seus amigos perdendo a luta que enfrentavam lhe veio à cabeça, isso aumentou mais ainda seu desespero, ele quase desistira quando se lembra de quando conheceu Takato no jardim, depois no segundo ano, quando entrou para a  banda de Ino e Kenshin, e por ultimo se lembra do que Ino falou para ele há pouco.
“- Yuusuke, você pode não ter poderes como nós, mas você é um membro essencial pra gente, você é a nossa força Yuusuke. É quem nos dá força para lutarmos, para querermos proteger o mundo. Você é quem nos alegra nos momentos mais difíceis, sempre foi... Não fique assim, você pode ser quem você quiser.”
- A Ino está certa, eu posso ser quem eu quiser ser... – ele pensava alto consigo mesmo. – Os meus amigos, estão todos contando comigo, não posso morrer aqui, senão, nunca serei um Uniranger! Não irei desistir!!
Yuusuke fecha os olhos e se concentra, um novo raio é disparado contra ele, mas dessa vez consegue escutá-lo e desviar. Em seguida vários raios são disparados, ele corre em direção a eles e consegue desviar, até que alcança a arma de segurança e a quebra. Se prepara para o próximo disparo, mas nada acontece, uma luz ascende ao fundo do enorme salão, Yuusuke vai até lá, um cofre emerge do chão, se destranca automaticamente e depois se abre, o jovem parece maravilhado com o conteúdo do cofre.
Enquanto isso, nossos heróis começam a se cansar, os Bosers não paravam de aparecer, à medida que eram vencidos, mais robôs apareciam. Com isso, os poderes se esgotam e nossos heróis se destransformam. Agora tinha chegado a hora deles, foi o que pensaram. Os Bosers partem para o ataque, mas uma figura quebra a rede e destrói os robôs malignos, nossos heróis olham para a figura encapuzada.
- Hã?! –indagava Miya - Mas quem é você?
- É amigo ou inimigo? – dizia Takato.
- Vamos, responda! – ordenava Kenshin.
- Gente... – Ino interrompia. – Eu acho que sei quem é...
- Calma amigos, - a figura encapuzada finalmente se manifestava. - não se preocupem, eu vim aqui ajudar!
- Essa voz... – Takato comentava não gostando nada.
- Só pode ser...! – Kenshin parecia animado.
A figura retira seu capuz mostrando sua verdadeira identidade: Yusuke.
- Rá! Eu sabia! – Ino ficava contente. – Yuusuke, você veio nos ajudar!
- Sim, o que você me disse me ajudou bastante, vocês poderão sempre contar comigo amigos, me desculpem a demora! Agora descansem, eu cuido deles!
- Mas, como? – questionava a alien heroína.
- Olhem, e observem.... – Yuusuke mostrava um changer igual ao dos outros em seu pulso esquerdo e uma Seiun Key em sua mão direita. – Seiun Key! Start Henshin!!!!
A empolgação ao dizer aquelas palavras era clara. Um brilho o envolve, ao fundo aparece o universo, o corpo brilha intensamente, desse brilho surge um uniforme, que se completa com o capacete em sua cabeça. Milhares de Bosers aparecem e atacam o novo guerreiro. Porém, seus ataques não são nada para o herói, Yuusuke ativa sua arma pessoal e dispara contra os robôs, em seguida dá uma sequência de chutes.
- MarsBlazer! – dizia o herói de vermelho esticando o braço onde sua arma estava presa. Ela parecia uma espécie de pistola. De repente, uma lamina toma o lugar do cano de disparo. – Blade Mode!
Ele então corre contra os Bosers que se enfileiram e partem para cima dele. O herói atravessa e fatia os soldados que caem e explodem. Os outros Unirangers se impressionam com o poder de Yuusuke e se empolgam, Zugaikomen então aparece.
-Meus Bosers!! – o vilão dizia indignado. – Maldito!!! Quem você pensa que é?
- O Guerreiro Explosivo! - diz Yuusuke jogando o tronco pro lado direito enquanto levava o braço esquerdo por cima da cabeça e levando o punho direito pra frente no que a imagem do planeta Marte aparecia no fundo – SeiunMars!
Continua...

Pessoal! É hora do Quiz planetário!
A porta da sala de comando da UniShip se abre, Krinus teclava rapidamente no computador. A câmera se aproxima dele.
- Hm? Vocês de novo?! – dizia o robô. – O que querem? Estou numa emergência aqui! – o alarme tocava incessantemente. – Mais quiz? Pois bem, se estão tão interessados assim, me respondam uma coisa! – o robô digitava algo e então o telão mais acima mostrava o planeta Marte. – No episódio de hoje Yuusuke finalmente conseguiu sua Seiun Key! Qual deus da mitologia terráquea leva o nome do planeta Marte e porque? A resposta vem logo após o encerramento!

Encerramento: https://www.youtube.com/watch?v=1gRdGs1kIzg

Pessoal! É hora do quiz planetário!
- Oh, olá de novo! – dizia Krinus. – E então? Descobriram? Bom, a resposta é: Ares, o deus da guerra. Quem influenciou quem na verdade foi o deus grego que é chamado Marte na Mitologia Romana. O planeta recebeu esse nome devido sua cor avermelhada que era associada ao sangue e à violência em tempos antigos ao invés do amor. – explicava o robô. – Por hoje é só! Quero ver o que esse rapaz vai aprontar, fiquem aí e vejam o que vem a seguir!

Atention! Atention! A nave já vai partir!
Com a ameaça de Zugaikomen acabada, Yuusuke, Ino, Kenshin e Takato se despedem de Miya que decide ir em busca de possíveis parentes do planeta Venus. No entanto, um terrível Império do mal parece ter surgido após tanto tempo. Sem Miya por perto e o poder dos Unirangers, a Terra se vê em um risco de extinção. Launch 3 – O Terrível Império Brazillo!


Zugaikomen
Bosers

SeiunMars

2 comentários:

  1. Uma ótima continuação do primeiro episodio. Miya não quis permitir que Yousuke entrasse na equipe como um Uniranger Vermelho, mas seus motivos não ficaram claros. O que pareceu pra mim é que ela bateu o olho nele e não gostou do que viu. Os outros personagens estão começando a desabrochar. Volto a dizer que essa sua saga tem muito potencial. Parabéns!!

    ResponderExcluir
  2. Valeu! De verdade, tu foi o único a comentar... Tava ficando preocupado já. Mas então, a sua impressão não foi um engano, é exatamente isso. Hahahahaha
    Começos são sempre difíceis. Essa é uma história que eu comecei lá atrás e quero continuar e terminar agora, espero que ela vá melhorando a cada capítulo. Esse começo é meio que introdutório, os verdadeiros inimigos só vão aparecer no próximo que já está pronto!

    ResponderExcluir